Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2018

A 8 MESES DAS ELEIÇÕES,GENERAIS POR TODO LADO

Imagem
1960: Jânio Quadros é eleito tendo mote de campanha a luta contra a corrupção (vejam só!).
1961: Jânio Quadros renuncia.
Militares tentam impedir a posse do vice João Goulart, como mandava a Constituição. Um acordo faz um remendinho e Jango assume num regime parlamentarista e não presidencialista, como era.
1964: os militares derrubam Jango e assumem o poder.
---------------------------------Façamos um corte para 2016: ------------------------------------
2016: a presidente Dilma sai do poder por um impeachment baseado em pedaladas fiscais.
Julho de 2017: o principal nome do PT, Lula é condenado em 1a instância.
Agosto de 2017: Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal, defende a adoção no Brasil do regime de “semi-presidencialismo”, no qual o presidente eleito nas urnas é chefe de estado e deve escolher o primeiro-minsitro, chefe de governo, cujo nome será submetido ao Congresso.
2018: em outubro acontecerá nova eleição presidencial.
24 de Janeiro de 2018: Num recorde de cel…

INTERVENÇÃO CONVENIENTE

Imagem
1. Uma intervenção federal deveria ser humilhante para o governador. A prova de sua incompetência. No caso do Rio, ela foi acordada, negociada entre Presidente e Governador. Que estranho.

2. Uma intervenção federal impossibilita reformas constitucionais. Pra quem não queria admitir o fracasso político da reforma da previdência, a intervenção é uma ótima saída. Mas o pior não é isso: o presidente cogita revogar a intervenção para votar a reforma, caso o legislativo indique que tem votos suficientes. Meu Deus! Uma das intervenções mais violentas da União em um Estado será revogada para votação de uma reforma e, depois, reeditada. Os caras brincam com a Constituição. Se fosse só uma questão burocrática, formal, a CF não preveria que não pode ser reformada durante uma intervenção. Mas os caras tratam como mero formalismo.

3. Governador está feliz por que tira uma responsabilidade das costas num momento em que seu Estado está falido. Mas... Se está satisfeito com a intervenção, será que n…